O Brasil é o 4º país que mais produz lixo no mundo e, mesmo assim, é um dos países com o menor índice de reciclagem, ficando atrás apenas dos Estados Unidos, China e Índia. Em blogs anteriores, falamos sobre a quantidade de lixo que o brasileiro gera diariamente, se você ainda não viu esse conteúdo, clique aqui. 

Mas, afinal, o que é a coleta seletiva e como ela pode ajudar o nosso planeta? 

A coleta seletiva é um sistema de recolhimento dos resíduos de acordo com uma classificação da origem dos materiais. Cada tipo de resíduo recebe uma cor que indica a sua natureza, como, plástico, vidro, metal ou papel. Entretanto, apenas 17% da população brasileira realiza a coleta seletiva desses resíduos. 

O problema é que, ao descartar o lixo de maneira inadequada, os resíduos causam diversos tipos de danos. Além do impacto ambiental, há também as enchentes e alagamentos, já que, com a falta de conscientização da população e a precariedade nos serviços de coleta seletiva, os resíduos descartados nas vias públicas são levados pela chuva e, consequentemente, entopem os bueiros, impedindo a passagem da água no local. 

Atualmente, no Brasil, o número de pessoas que vivem em áreas sujeitas a desastres, como, enchentes, é de 8,2 milhões.

 

Quais são os benefícios da coleta seletiva? 

A coleta seletiva consiste na reciclagem e reaproveitamento dos materiais, ou seja, o vidro, plástico e o papel são reutilizados para gerarem outros materiais, evitando a poluição do solo e dos mares. 

Além de ajudar o meio ambiente e assegurar um futuro sustentável para as próximas gerações, a coleta seletiva favorece a economia do país, pois, gera mais empregos e produz matérias que podem ser comercializadas. 

 

Como realizar a coleta seletiva? 

Agora que você já sabe os benefícios da coleta seletiva, está na hora de aprender a separar os resíduos da maneira correta, de acordo com as cores que indicam onde cada tipo de material deve ser despejado:

  • Azul: papel e papelão;
  • Verde: vidro;
  • Vermelho: plásticos;
  • Amarelo: metal;
  • Marrom: resíduos orgânicos;
  • Preto: madeiras;
  • Cinza: resíduos não recicláveis;
  • Branco: resíduos hospitalares;
  • Laranja: resíduos perigosos;
  • Roxo: resíduos radioativos.

Lembre-se também de alguns pontos importantes no processo da coleta seletiva, como, por exemplo, as embalagens que contêm líquidos ou alimentos precisam ser lavadas, o vidro quebrado deve ser separado em uma caixa de papelão ou enrolado em um jornal e metais, como, latas de alumínio devem ser prensados. 

 

Confira as melhores soluções para reciclagem

Somos uma empresa capacitada para atender as necessidades dos processos de reciclagem dos resíduos. Contamos com uma grande variedade de lixeiras para coleta seletiva, confeccionadas em aço inoxidável e plástico polipropileno, que possuem maior resistência em comparação aos outros materiais. 

Os modelos são ideais para condomínios, escolas, empresas e outros locais públicos, como, parques, por exemplo. 

 

Lixeiras em aço inox com tampa basculante

As lixeiras em inox com tampa basculante são confeccionadas em aço inoxidável AISI 430 de alta resistência e possuem tampa basculante, facilitando o descarte dos resíduos.

 

Conjunto para coleta seletiva com 4 cestos

O conjunto para coleta seletiva contém 4 cestos injetados em PP (plástico polipropileno) e armação confeccionada em aço carbono galvanizado. 

 

Confie em quem mais entende do assunto!

O planeta sofre com uma quantidade alarmante de lixos descartados de maneira inadequada todos os dias, portanto, o nosso principal objetivo é orientar a todos os nossos clientes e, também, leitores, as melhores práticas e cuidados para preservar e organizar qualquer ambiente.

A Reis Lixeiras é uma empresa líder, confiável e capacitada, que sempre busca inovações e excelência em todos os serviços, do atacado até o varejo

Fique ligado aqui no blog. Para saber mais, clique aqui